domingo, 10 de setembro de 2017

Simplicidade


Vai diminuindo a cidade
Vai aumentando a simpatia
Quanto menor a casinha
Mais sincero o bom dia

Mais mole a cama em que durmo
Mais duro o chão que eu piso
Tem água limpa na pia
Tem dente a mais no sorriso

Busquei felicidade
Encontrei foi Maria
Ela, pinga e farinha
E eu sentindo alegria

Café tá quente no fogo
Barriga não tá vazia
Quanto mais simplicidade
Melhor o nascer do dia
Patu Fu

FONTE:letras.mus.br

Soneto de Fidelidade


De tudo, ao meu amor serei atento antes
E com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa lhe dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure
Vinicius de Moraes
 
FONTE: LETRAS.MUS.BR

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Os corações do mundo   

Um dia, um menino
parou pra olhar o mundo,
(ele achou que podia)
Não conseguiu.
o mundo era maior do que ele

Então fechou os olhos
e sentiu o seu coração 
expandir-se
(sabia que seu coração era maior que o mundo)
e sentiu todos
os seus corações

Mas isto ele não sabia:

Era somente um menino
que pela prieira vez
tinha sentido
a poesia.

Marlos Drumond

Fonte: Pájaro de fuego


Segredo das árvores

Caminhando pelas ruas
às vezes sinto
que o vento sul
me traz um mistério

Sussurra em meu ouvido
o segredo das árvores
o ruísdo que só se conhece
no silêncio mais profundo 

De uma beleza
quase surda
quase cega 
que apenas sente

a beleza de sentir
profundamente
toda a beleza do mundo.

Marlos Drumond

Fonte: Pájaro de fuego
Linha de frente 

Na batalha que segue
é meu coração
que toma a frente

Com sua armadura em pedaços
seu corpo frágil comanda
como um maestro, um regente
os arqueiros da minha imaginação
a cavalaria das minha convicções
os soldados das minhas palavras

E avança 
contra o moinho de vento

Marlos Drumond

Be water

O movimento da vida não pára
mesmo que você insista
em ser como uma grande pedra
no meio do caminho,
ela vai passar por você
como o fluxo de um rio

Queira você ou não

A vida escreve sua história
com letras invisíveis para alguns
mas sempre de maneiras misteriosas

Ela ensina que tudo se vai
seus amores, seus amados
suas ilusões...

Alguns tentam ser pedras leves
e se deixar levar
sem se preocupar
mas ainda assim são levados
e nunca gostam quando chegam lá

A água... essa sim
é levada apenas onde precisa ir
pela necessidade de fluir
Melhor ainda
é ser água do seu próprio rio.

Já que tudo se vai
vá, mas não levado
Vá, lado a lado com a vida
ela é a única que vai com você
até o final.


Marlos Drumond